domingo, janeiro 30, 2005

'Bazar de jogadores'

Soube nesta última Sexta-feira que é possível para o público comprar uma parte dos passes dos jogadores, investindo um mínimo de 5000 contos (é mais fácil do que em euros), indo depois recuperar o que investiu, acrescentado-lhe ainda a valorização desse jogador, tendo em conta o montante pago na transferência.
Sabendo todos nós a promiscuidade existente no futebol português, pus-me a pensar numa coisa: alguém que tenha dinheiro para investir num negócio destes tem que ser alguém que se interesse por futebol (tem que saber se o jogador é bom, não vai investir nele só porque tem perninhas jeitosas); interessando-se por futebol e tendo 5000 contos (ou mais) para investir imediatamente, pode também ter alguma influência no clube, nomeadamente, sendo accionista; sendo accionista consegue, com facilidade, interagir com jogadores, dirigentes, etc.
Poder-se-á dizer que este é o perfil de um investidor típico neste negócio. Assim sendo, 'cheira-me' que daqui por uns tempos estamos perante mais um escândalo de tentativa de influênciar, desta vez não resultados, mas transferências.
Só espero que me engane.