sábado, agosto 27, 2005

Ensaio de resposta

Porque as pessoas se sujeitam a esse tipo de programas (Big Brothers, teste de Fidelidade e quejandos)? A Maria Helena, que já leu as minhas prosas, sabe bem a visão "dark" que tenho do ser humano. O conceito de "humano", antónimo de "desumano" é uma falácia: aliás, ambos o são. É desumano matar? Pode ser hediondo; desumano, não. Traços inegáveis como o ódio, egoísmo, a ambição, a inveja, o orgulho, a ira, a ganância (os pecados mortais, se quisermos, e mais alguns adjectivos simpáticos), que serviram ao longo da História como pretexto para as maiores atrocidades. Mas nenhum desses actos, desde o Holocausto às Cruzadas, foi desumano. Eles apenas mostraram aquilo que de pior tem a natureza humana - como Ghandi, Luther King e tantos outros mostraram aquilo que o ser humano pode realizar quando opta pelo "brightside".
O caso concreto dos reality shows nacionais: creio que não mais são do que um reflexo daquilo que os portugueses são. Que importa a humilhação quando a recompensa é aparecer no pequeno écrã? A fama compensa tudo: a vergonha que não se tem, a dignidade que nunca se teve, a educação que nunca se aprendeu. Ainda que tal fama dure apenas os tais quinze minutos: que importa?
Mas prepare-se, cara amiga: a coisa vai piorar ainda. Compre a TV 7 Dias e dê uma vista de olhos pelos reality shows que estão para vir. Se ainda precisar de um bom motivo para atirar a televisão pela janela, vai tê-los de sobra.
João Campos

4 Comments:

Blogger Maria Helena said...

Mesmo concordando com a sua análise do que é ser-se humano, não deixa de me fazer um certo nervoso miudinho ver gente a fazer aquelas figuras, para obter os tais 15 minutos. Bem, ao menos, terão uma história para contar aos descendentes ! A apresentação dos novos 'realities' é, de facto, de chupeta, como se diz no Amor de Perdição. É verdade, outra vantagem destes serões televisivos é que podemos sempre recorrer aos bons e velhos livros. Um serãozinho a ler, de televisão fechada, e o espírito fica logo mais leve. Lembra-se daquele livro de História de Inglaterra que eu levei uma vez para fazerem trabalhos ? Pois, retomei a sua leitura e aprendi mais umas coisas coisas sobre os primeiros reis ingleses e sobre o período da Restauração. Como se lê no Eça, fiquei toda 'besuntadinha' de cultura ...Cheers !

10:14 da tarde  
Blogger Maria Helena said...

'A região em que vivo é fecunda em matéria-prima para este texto. O Norte dá-nos esquisitos nomes de terras. O Alentejo, em compensação, tem fornecido os mais engraçados nomes de pessoas, e, sobretudo, apelidos'.

TUDO ISTO E MUITO MAIS NO TEXTO 'TODOS OS NOMES'. TODOS AO BLOGUE 'RIGHT FROM THE HORSESMOUTH' ! CHEERS !

10:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

João concordo a 200%, mas estes programas não são Nacionais, nem inventados por Portugueses... logo a mediocridade não é só Nacional... será isso melhor ou pior? Hoje li no jornal, o último inventado na Holanda, (dos países mais civilizados da Europa mas... também pátria do 1º Big Brother...)
Chama-se "quero um filho teu... e mais nada"!!! A "concorrente" escolhe entre vários homens aquele que quer para doador de esperma... para ter um Filho...!!!! É Grave, muito Grave!!! Ao contrário do tal teste da fidelidade, que se sabe é feito com actores, aqui está a gerar-se uma vida humana... enfim!!

10:25 da tarde  
Blogger Carlos Barrocas said...

A emigração, mesmo que seja para Espanha, torna-se cada vez mais atraente.

11:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home