domingo, fevereiro 20, 2005

Here we go again...

Sobre o discurso de Santana Lopes:
Não começa seu o discurso dramático, emocionado e metafórico com a já clássica expressão "portuguesas e portuguesas". Manda as suas farpas, desvaloriza os resultados dos socialistas e valoriza, de forma irrealista, as sociais-democratas, num claro eufemismo. Converte definitivamente a direita ao cristianismo, ao aludir a Deus. Mas não se demite! Apenas convoca o congresso extraordinário, para se retirar de vez, para se recandidatar ou para saltar para o poleiro de Belém (seria irónico, e talvez o payback time...). Ou seja: não diz nada.
Sobre o discurso de Sócrates:
Evidentemente que tinha de falar da "campanha negra". Agradece a confiança dos portugueses. Apregoa a queda do mito das maiorias de direita. Mas continua sem dizer nada de concreto. Típico.
À direita e à esquerda, estamos é todos tramados (Suécia, Carlos..?)
João Campos

2 Comments:

Blogger azurara said...

Meu caro,
Santana disse tudo!
Disse assim:
"Vai haver um congresso. Eu vou lá estar. Aqueles que me andaram a atacar (e que são tão responsáveis por este desastre como eu) que apareçam."
Era o que eu faria no lugar dele, que é bem diferente do do Paulo Portas. Santana não se poderia demitir.
Abraço.

12:00 da manhã  
Blogger Carlos Barrocas said...

Cada vez mais acredito que quero ir para longe, bem longe. Sweden, here we go!!

12:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home